Home / Politica / Daniel Pereira visita Câmara de Comércio Árabe e vende Rondônia em São Paulo

Daniel Pereira visita Câmara de Comércio Árabe e vende Rondônia em São Paulo

Rondônia tem carne bovina, café, peixe e outros produtos para exportar ao mercado árabe.  Também está ampliando a área agrícola com a recuperação de terras degradadas e vai precisar de fertilizantes, que são produzidos nos países árabes. Essas foram algumas das oportunidades para o desenvolvimento das relações do estado com o mundo árabe discutidas em reunião entre o governador de Rondônia, Daniel Pereira (PSB) (foto acima), e o presidente da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Rubens Hannun, nesta quarta-feira (13).

Pereira foi recebido com sua comitiva na sede da entidade, na capital paulista, e falou para a reportagem da ANBA sobre áreas que acredita que podem ser exploradas na relação com os árabes. A visita foi motivada por fatos que chamaram a atenção do governador para a região, como a realização em Brasília de um evento com as embaixadas para promover Rondônia junto ao mundo, no qual houve contato com a diplomacia de Omã, e a instalação de frigoríficos de carne bovina e de peixes no estado com foco na exportação e no mercado árabe.

Pereira e Hannun: troca de presentes

Pereira contou que Rondônia tem o sexto maior rebanho bovino entre os estados brasileiros e é o maior produtor de peixes nativos (da região amazônica) em cativeiro do País. O estado abriga parte da floresta amazônica. “Essas oportunidades de negócios nos trouxeram até aqui”, disse, sobre a presença na Câmara Árabe. O tambaqui é dos principais peixes amazônicos. “O mundo todo conhece pelo menos o nome do tambaqui e a partir do momento que a pessoa conhece o sabor, nunca mais se separa dele, é muito saboroso”, disse.

Rondônia aumentou em dez vezes a produção de peixes nos últimos oito anos e tem condições de fazê-la crescer em mais dez vezes. O governador diz, porém, que o estado necessita de investimentos para processamento industrial na área. “A produção cresceu de forma muito espantosa”, afirma. A planta industrial de peixes, cuja instalação é encabeçada pelo empresário Casemiro Tércio Carvalho, da Garín Investimentos, já é uma ação neste sentido. Carvalho participou em abril do Annual Investment Meeting (AIM), conferência sobre investimentos estrangeiros diretos em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

O governador coloca o estado à disposição para produzir outras mercadorias segundo a demanda dos árabes. Ele conta que a miscigenação local, com a presença de gaúchos, catarinenses, paranaenses, paulistas, mineiros, nordestinos e capixabas, por exemplo, propicia a adaptabilidade do setor produtivo. “Se há determinado produto que seja adequado ao gosto e ao consumo dos países árabes, poderíamos rapidamente fazer a introdução dessa cultura.”

Câmara Árabe recebeu comitiva de Rondônia

Rondônia tem produção agrícola, cadeia de bovinos com 14 milhões de cabeças, a maior produção de leite do Norte do Brasil, e agora desponta no café. O café já era cultivado no estado, mas o que ocorre atualmente é um plantio adequado às condições climáticas locais, o que tem gerado alta qualidade e produtividade. “Temos participado de concursos e eventos e nosso café fica em primeiro lugar”, afirma o governador.

Daniel Pereira vê possibilidade também de os árabes fornecerem fertilizantes para Rondônia e para a Bolívia. O país vizinho está abrindo nova frente agrícola de cerca de 4,5 milhões de hectares na região de Beni, que faz divisa com o estado. “O que Rondônia tem a ver com isso? Eles vão escoar a produção por Rondônia, então há a oportunidade para os bolivianos trazerem a produção agrícola até o porto e voltarem com fertilizantes, o que ajuda, inclusive, a viabilizar o custo dessa produção”, sugere o governador.

Rondônia está expandindo a produção também em áreas agrícolas já abertas, mas que estão degradadas e podem ser recuperadas. O estado está 62% coberto pela floresta amazônica e pretende manter esse percentual, sem desmatar. “Nossa grande missão é não permitir o avanço em novas áreas, a gente está conscientizando, conversando com os produtores, e falando que não é a quantidade de área aberta que significa progresso, mas a forma como você explora aquilo que tem”, diz Pereira.

A disseminação da consciência ambiental, inclusive, está presente no ensino das escolas do estado, de acordo com o governador. No segmento pecuário, Rondônia está passando da criação extensiva de gado, em grandes áreas, para o sistema de semiconfinamento, de acordo com Pereira.

Investimentos também foram tema da reunião

Depois da reunião na Câmara Árabe, o governador planeja algumas ações para aproximação com os países árabes, e inclusive fez convite para que a entidade participe da feira Porto Agro, de 29 de agosto a 01 de setembro, em Porto Velho. Daniel Pereira pretende ainda realizar um encontro em Brasília com as embaixadas de países árabes.

Na reunião com o governador, o presidente da Câmara Árabe falou sobre a predisposição dos países árabes em investir na produção de alimentos e áreas correlatas, como infraestrutura e logística, devida à necessidade dos mercados. Ele disse que Rondônia tem setores que são de interesse dos investidores árabes, mas que para que as relações se desenvolvam é preciso continuidade e estabelecimento de confiança.

Além de Daniel Pereira, integraram a comitiva do estado de Rondônia que visitou a Câmara Árabe o superintendente de Desenvolvimento do Estado de Rondônia, Basilio Leandro de Oliveira, o subsecretário subchefe da Casa Militar, Philippe Rodrigues Menezes, o diretor superintendente do Serviço de Apoio a Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) de Rondônia, Valdemar Camata Júnior, e outros assessores.

Pela Câmara Árabe, participaram do encontro, além de Hannun, o diretor William Atui, o diretor-geral Michel Alaby, o assessor de Projetos Especiais, Tamer Mansour, e o assessor comercial João Bianchini.  O empresário Casemiro Tércio Carvalho também esteve presente. Hannun e Pereira trocaram presentes.

Facebook Comments

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos marcados são obrigatórios *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>