Home / Política / Na reta final, “homem forte” do governo de Rondônia e partido da primeira-dama embarcam na campanha de Cristiane Lopes

Na reta final, “homem forte” do governo de Rondônia e partido da primeira-dama embarcam na campanha de Cristiane Lopes

Pessoalmente, o governador do Estado, ainda sem partido, não manifestou apoio publicamente a quem quer que seja no segundo turno. Hildon Chaves (PSDB) mantém os de Vinícius Miguel (Cidadania) e Coronel Ronaldo (Solidariedade) por ora

Porto Velho, RO – Aparentemente, a reta final das eleições em Porto Velho, ora travada entre o prefeito Hildon Chaves (PSDB) e a vereadora Cristiane Lopes (Progressistas), chega aos últimos momentos com declarações finais de apoio que podem tanto prejudicar quanto alavancar as candidaturas, dependendo da interpretação do eleitor.

Agora, o secretário-chefe da Casa Civil Júnior Gonçalves, “homem forte” de Marcos Rocha no governo do Estado, aparece publicamente emprestando arrimo à postulação da adversária do atual chefe do Executivo municipal.

Paralelamente, o Patriota, partido presidido regionalmente pelo deputado estadual Marcelo Cruz e que tem a primeira-dama Luana Rocha em seus quadros de filiados, também rumou para o lado da oposição.

A despeito de Rocha não dar pitaco às claras nesta etapa da corrida eleitoral, os sinais periféricos indicam que a turma do Palácio Rio Madeira está, seja em todo ou parcialmente, com Cristiane.

O governador apoiou Breno Mendes, do Avante, no primeiro turno: o candidato foi o quarto colocado, e, provavelmente por conta da performance do aliado, o militar certamente não tenha mais intenção de dar guarida pessoal a quem quer que seja, isto a fim de preservar a própria imagem.

Ainda sobre o Patriota e Breno Mendes, o vice da chapa, Jozinélio Muniz, que se diz pastor, também avalizou a candidatura da progressista.

Muniz, conforme já reportado com exclusividade pelo Rondônia Dinâmica, foi sentenciado em processo administrativo deflagrado pelo Departamento de Trânsito (Detran/RO). Ele e sua autoescola tiveram as licenças cassadas junto à autarquia em decorrência da apresentação de documentos falsos.

O tucano, por outro lado, não ostenta novidades em termos de adesão. Vinícius Miguel, do Cidadania, e Coronel Ronaldo Flores, do Solidariedade, estão com o candidato à reeleição desde o final do primeiro turno.

Pelas considerações do prefeito no debate da SIC TV, afiliada da TV Record em Rondônia, a situação neste caso deve ficar por isso mesmo.

Cristiane também conservou a participação de Léo Moraes (Podemos) em sua campanha desde o encerramento da etapa inicial do pleito. Moraes foi derrotado por Chaves nas eleições de 2016 – mais de 69 mil votos separam suas posições na urna ao término da votação. Desde o início, só a participação da família Cassol. 

De certa maneira, o embate de Hildon contra Cristiane é também uma reedição do segundo turno de 2016, e Moraes revolveu ir para o all-in testando a sua popularidade.

O tucano tem a máquina, Vinícius Miguel e Coronel Ronaldo; Cristiane tem Léo, Júnior Gonçalves, “pastor” Jozinélio Muniz e a primeira-dama.

E aí, quem vai comandar Porto Velho?Por Rondoniadinamica

Facebook Comments