Home / Política / Encontro suprapartidário em Cacoal lança vereador Alvaro Bueno como pré-candidato a prefeito de Alta Floresta

Encontro suprapartidário em Cacoal lança vereador Alvaro Bueno como pré-candidato a prefeito de Alta Floresta

Os partidos PSDB, DEM, PRB e  PSD realizaram neste sábado na Câmara Municipal da cidade de Cacoal o primeiro encontro suprapartidário visando as eleições 2020/2022, onde os partidos buscam lançar pré-candidatos a vereadores e prefeitos em todas as cidade de Rondônia, no encontro ficou definido que o nome de Alta Floresta é Alvaro Bueno (PSDB).

Alvaro Bueno está no seu quarto mandato de vereador pela cidade de Alta Floresta, já foi presidente da Câmara por duas vezes e conta com grande apoio popular. O encontro de Cacoal contou com a presença do senador Marcos Rogério, os deputados federais Mariana Carvalho e Expedito Netto, ex-senador Expedito Júnior e o ex-deputado federal Lindomar Garçon (PRB).

Encontro que reuniu 5 legendas atraiu lideranças de todo o Cone Sul

Nem mesmo os participantes do evento conseguiram entender direito o encontro suprapartidário que reuniu representantes de cinco legendas (PSDB, DEM, PSD, PR e PSB) em Vilhena, na manhã desta sexta-feira, 07. Estiveram presentes o senador Marcos Rogério, os deputados federais Mariana Carvalho e Expedito Netto, e o ex-senador Expedito Júnior.

Após breves considerações sobre o encontro, os caciques se reuniram com lideranças políticas de cidades do Cone Sul para tratar de assuntos e estratégias visando o pleito municipal deste ano nos municípios da região.
 Todos destacaram a importância de que o “comboio” partidário permaneça unido, e Expedito Júnior disse ao FOLHA DO SUL ON LINE que o grupo tem especial interesse em Vilhena. Mas aí é que está problema…

Os próprios líderes, apesar de não anteciparem posições futuras, já deram demonstrações de que não caminharão na mesma direção: Expedito não se empolga com a reeleição do prefeito Eduardo Japonês; Marcos Rogério é mais ligado ao empresário Darci Cerutti, que já foi aliado dos Donadon, mas não parece disposto a repetir a aliança, podendo compor a chamada “terceira via”; e Mariana Carvalho demonstra interesse em manter a vice-prefeita Maria José do cargo (portanto, apoia Japonês).
 
REVOADA TUCANA
Após a reunião fechada, dois dos três vereadores do PSDB em Vilhena demonstraram interesse de deixar a agremiação: Adilson de Oliveira deve ir para o PSD e Samir Ali tende a migrar para o Podemos. Rafael Maziero permanece no ninho tucano e terá liberdade para montar a nominata de candidatos a vereador pela sigla este ano.

 SAMIR E ADILSON
Samir Ali mantém firme o propósito de concorrer a prefeito, e estava de olho no PSD, mas Expedito Netto prometeu entregar a agremiação a Adilson. Aliás, Neto parece disposto a apoiar Adilson, caso ele opte pela aliança com Japonês, ao contrário do “velho” Expedito, que torce a cara para o mandatário, que lhe negou solidariedade na campanha de 2018.

JAIME BAGATTOLI
Presente ao encontro, mas mantendo-se afastado, mesmo sendo convidado a compor a mesa, o empresário Jaime Bagattoli, que poderia ser o nome de consenso dos defensores da candidatura alternativa a Japonês e os Donadon, não pareceu muito empolgado com a possibilidade.

Após admitir que seu partido, o Aliança Pelo Brasil, não deve ficar apto para a disputa municipal deste ano, Jaime até falou sobre a possibilidade de se filiar em outra legenda, mas considerou que não seria ético concorrer já sabendo que mudaria de sigla novamente após a eleição.

Facebook Comments