Home / Politica / Olho vivo TRE: “Platéias – Cunhado Assis disse que 80% da propina eram para reeleição de Confúcio Moura

Olho vivo TRE: “Platéias – Cunhado Assis disse que 80% da propina eram para reeleição de Confúcio Moura

Durante as investigações da operação Plateias (inquérito 784/STJ), a Policia Federal tomou o depoimento em delação premiada de João Batista Tagina, que foi preso em outra operação anterior desencadeada pela mesma Policia Federal (Operação Termópilas) dentro da residencia oficial do governo do estado, e ficou sabendo, segundo o depoente que   Assis Oliveira cunhado do governador, um dos chefes do bando  que desviava dinheiro dos cofres do tesouro estadual, e que teve prisão decretada pela Ministra Laurita Vaz, criou um fundo econômico,  dentro da própria estrutura criminosa, sendo que os recursos da propina, seriam na base de oitenta por cento para a releição de Confúcio Moura, nas eleições passadas de 2014

O Governador do Estado Confucio Moura, já teve seu mandato cassado por abuso do poder econômico pelo Tribunal Regional Eleitoral, e atualmente governa graças uma liminar concedida pelo TSE,  sendo que  tramita em seu desfavor outras ações na corte eleitoral, alem de recurso questionando sua cassação, e essa declaração de seu cunhado Assis Oliveira, é a prova cabal de que realmente criou-se um fundo, com recursos oriundo da corrupção dentro do governo do estado para “financiar a releição de Confúcio Moura” e principalmente fraudar as eleições  no estado.

Vejam o que diz o Cunhado (peça da denuncia do Ministério Publico)assis

A revelação é grave, pois mostra cabalmente o acerto da procuradoria regional eleitoral que ajuizou ação de impugnação do registro e do diploma de Confúcio e Daniel. E aguarda o desenrolar dos fatos no TRE/RO. E que as eleições  de 2014 foram “viciadas”

O Ministério Publico  Federal ao oferecer a denuncia, solicita uma serie de medidas na alta corte do judiciário, contra essa máfia que assola Rondônia, e cita esse episódio dizendo que o próprio Confúcio estava fazendo caixa com dinheiro da propina para sua reeleição.

Veja o que diz o Ministério Publico Federal

fundos materia

A campanha eleitoral de 2014 segundo especialistas foi uma das mais caras da recente histórica política do estado, o fato é que o judiciário eleitoral esta abarrotado de ações de abuso do poder econômico, e as prestações de contas dos candidatos estão tendo dificuldade de obterem a sua aprovação.  “Segundo o Ministério publico eleitoral, a operação ‘Platéias” apurou um desvio de aproximadamente 57 Milhões de Reais, conforme Assis Oliveira, oitenta por centro desse valor seriam quase 46 milhões de Reais, que seriam  aplicados diretamente no projeto de reeleição do governador, pelo jeito não foi uma disputa justa

Da Redação Folha

 

Vejam cópias integrais das declarações.

FUNDOS1

Fundo112

Fonte -Folharondoniense

Facebook Comments

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos marcados são obrigatórios *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>