Governo entrega ônibus para atender escolas estaduais de Guajará-Mirim e Nova Mamoré




A coordenadora da CRE de Guajará-Mirim, Eunice de Oliveira Pires Santos, destacou que a entrega dos veículos tem um papel essencial no processo de aprendizagem, pois proporciona o acesso à educação aos alunos que moram em áreas rurais e periféricas

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), entregou dois ônibus escolares para a Coordenadoria Regional de Educação (CRE) de Guajará-Mirim, neste mês de julho, com finalidade de garantir assistência ao município e também a Nova Mamoré. A ação faz parte do comprometimento do Estado com a qualidade do ensino, mesmo diante do atual cenário pandêmico. Além da aquisição e entrega de veículos escolares, os investimentos incluem reformas nas escolas estaduais, entrega de equipamentos e materiais pedagógicos.

Um dos veículos entregues foi destinado ao Colégio da Policia Militar Tiradentes-CTPM X, para atendimento exclusivo aos alunos matriculados naquela instituição de ensino. Os veículos foram adquiridos com recurso próprio do Governo do Estado, são equipados com dispositivos de acessibilidade e seguem os padrões de qualidade e segurança estipulados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

A coordenadora da CRE de Guajará-Mirim, Eunice de Oliveira Pires Santos, destacou que a entrega dos veículos tem um papel essencial no processo de aprendizagem, pois proporciona o acesso à educação aos alunos que moram em áreas rurais e periféricas.

“Os ônibus têm como finalidade prestar apoio aos projetos escolares da rede estadual de ensino como: aulões, busca ativa, aulas práticas, excursões, além de atender aqueles alunos que não têm condição para se deslocarem quando forem fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Vamos aproveitar bastante, é de grande valia”, disse.

A coordenadora ainda agradeceu ao governador de Rondônia, Marcos Rocha, pelo trabalho e comprometimento. “É uma grande felicidade ver isso se realizando e assim poder atender as necessidades reais dos estudantes”, finalizou.

Por Valéria Rodrigues/Secom

Postar um comentário

0 Comentários