Infusão de anticorpos demonstrou eficácia em pacientes com Covid-19



Os resultados do estudo Recovery, citado pela ‘BBC’ sugerem que uma potente infusão intravenosa de anticorpos poderá ser utilizada para neutralizar o vírus, em vez de diminuir a resposta inflamatória do corpo. 

Os dados obtidos no estudo indicam que este tratamento pode ajudar um em cada três pacientes hospitalizados com Covid-19 grave. O estudo, que incluiu cerca de 10 mil pacientes de hospitais do Reino Unido, reduziu significativamente o risco de morte, e o tempo de internação hospitalar, em média quatro dias, além da probabilidade dos pacientes precisarem de um ventilador para respirar.

Sobre os resultados, o responsável pelo estudo, Martin Landray, explicou que “a combinação de dois anticorpos por infusão intravenosa reduz em um quinto as probabilidades de morrer”. “O que descobrimos é que agora podemos utilizar um tratamento antiviral, neste caso esses anticorpos, em pacientes que têm uma alta probabilidade de morrer sem tratamento e podemos reduzir esse risco”, disse Martin Landray.

Apesar do entusiasmo em torno do novo tratamento, Peter Horby, o outro pesquisador responsável pelo ensaio, admitiu que existia uma grande incerteza sobre se as terapias com anticorpos eram a abordagem certa, sendo que outros estudos não encontraram nenhum benefício.

A utilização de plasma sanguíneo de pacientes recuperados, que contém anticorpos, não se mostrou eficaz contra Covid, por exemplo. No entanto, os pesquisadores defendem que o tratamento com anticorpos usado no estudo Recovery contém grandes doses de dois anticorpos específicos, feitos em laboratório.


IstoéDinheiroA

Postar um comentário

0 Comentários