Porto Velho suspende vacinação de grávidas sem comorbidades com vacinas contra Covid-19




A Prefeitura de Porto Velho informou ao RONDONIAGORA que vai suspender a vacinação de mulheres grávidas contra a Covid-19, a partir desta quinta-feira (13), conforme orientação do Ministério da Saúde (MS). Dessa forma, o imunizante da Pfizer, usado em gestantes na cidade, também será suspenso, passando a ser utilizado somente gestantes com comorbidades.


De acordo com a Superintendência Municipal de Comunicação da Prefeitura, nesta quarta-feira (12), o atendimento segue normalmente para grávidas e puérperas com ou sem comorbidades.

A recomendação foi feita pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e confirmada pelo Ministério da Saúde, após relatos de que uma gestante morreu no Rio de Janeiro depois de ter sido imunizada com a vacina AstraZeneca. Há outras duas suspeitas, uma também no Rio de Janeiro e ainda na Bahia.
No caso das vacinas Coronavac e da Pfizer, o Ministério autoriza o uso apenas nos casos de mulheres com comorbidades. Aquelas que não apresentarem condições de saúde enquadradas nesta categoria não deverão ser imunizadas.

Postar um comentário

0 Comentários