Marcos Rogério causa na CPI da Pandemia com vídeo de governadores falando da cloroquina



Nesta quinta-feira (20) durante a retomada do depoimento de Eduardo Pazuello na Comissão Parlamentar de Inquérito no Senado que avalia as ações dos governos na gestão da pandemia, um clipe veiculado pelo senador Marcos Rogério (DEM-RO) protagonizou o início de um tumulto na reunião.

O vídeo mostrava clipes institucionais governadores e secretários de partidos opositores ao governo de Jair Bolsonaro falando sobre os protocolos de prevenção à covid-19, e fazendo menção ao uso da cloroquina. Entre eles, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), Helder Barbalho, do Pará (MDB) e Renan Filho (MDB), governador do Alagoas e filho do relator da comissão, o Senador Renan Calheiros.

O argumento do senador Rogério é que a CPI busca emplacar uma narrativa que, segundo ele enquadra o presidente da república enquanto isenta governadores quanto ao uso do tratamento precoce. Sua fala ocorreu no momento em que o ex-ministro era questionado quanto às ações de promoção do tratamento precoce pelo Ministério da Saúde durante a sua gestão, em especial do aplicativo TrateCov.

Ao veicular as imagens, o senador disse que não condenava, ao contrário, parabenizava a decisão dos senadores de recorrer ao tratamento precoce pela intenção de salvar vidas, e critica os ataques dos membros da CPI ao Governo Federal. O presidente da comissão, Omar Aziz, rebateu a acusação afirmando que a ciencia evolui e os protocolos também, e comenta que à época do início da pandemia também tomaria cloroquina se fosse recomendado.

Eliziane Gama (Cidadania-MA) defendeu a posição do governador do seu estado, Flávio Dino, explicando que o vídeo veiculado por Marcos Rogério era datado de março de 2020, quando ainda não havia conhecimento sobre o novo coronavírus e os tratamentos estavam em fase experimental. Uma publicação na revista científica Nature que avaliou um conjunto de estudos, com quase 100 cientistas, que mostra que a cloroquina e a hidroxicloroquina não são eficazes contra a Covid-19.

A discussão virou bate boca e o presidente da Comissão, Omar Aziz, suspendeu momentaneamente a sessão.


Henrique Terceiro, Jornalista

Postar um comentário

0 Comentários