PT vive tensão com chance de Lula sofrer novas condenações



Sessões marcadas no STF ainda podem dar revés à anulação dos casos em que o ex-presidente foi condenado

O Supremo Tribunal Federal (STF) julga, nesta quarta-feira (14), a liminar do ministro Edson Fachin que cancelou as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O julgamento tem gerado apreensão nas lideranças do PT. 

Os políticos temem que a liminar seja mantida, mas que futuros debates sobre a suspeição do ex-juiz Sergio Moro percam o objeto. A informação é da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

A decisão temida pelas lideranças contemplaria os dois lados da moeda, o que deixaria a situação de Lula indefinida para 2022. Embora mantenha os direitos políticos, o ex-presidente poderia sofrer novas condenações que impediriam uma candidatura à presidência nas próximas eleições.

Apenas se Moro no futuro for considerado suspeito, como ocorreu no caso do triplex do Guarujá, todas as eventuais provas dos processos serão anuladas.

Postar um comentário

0 Comentários