Covid-19: Fiocruz diz que há pelo menos 92 cepas circulando no Brasil



Informações referentes à nova pesquisa da Fiocruz, divulgadas por meio da plataforma de dados genômicos da fundação, mostram que há pelo menos 92 cepas do coronavírus em circulação no Brasil, desde o início da pandemia. O estudo tem sido feito à base de exames e processos de sequenciamento genético. 

Entre estas cepas, duas apresentam maior risco à população: a variante amazônica e outra vinda do Reino Unido. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), ambas as transmissões são consideradas mais fáceis de ocorrer.

O mapeamento da Fiocruz confirma que a P1, variante amazônica, foi identificada em 21 das 27 federações e é a cepa que prevalece no Rio de Janeiro e em São Paulo, por exemplo. Já a variante britânica B.1.1.7 foi encontrada em 13 estados brasileiros.

Vale ressaltar que nesta segunda-feira (5/4) o Brasil ultrapassou a faixa de 13 milhões de casos confirmados de Covid-19, de acordo com o Ministério da Saúde. O país, atualmente conta com 13.013.601 pessoas infectadas pelo vírus, ficando atrás somente dos Estados Unidos.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, em relação ao total de habitantes no Brasil, 6,1% da população já foi ou está contaminada pelo novo coronavírus.



Metrópoles

Postar um comentário

0 Comentários