Agência europeia apura casos de coágulos após vacina da Johnson




Órgão regulador analisará segurança do imunizante contra Covid-19 após notificação sobre 4 casos de trombos. Um dos pacientes morreu

Nesta sexta-feira (9/4), a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) anunciou que dará início a uma análise para determinar se a vacina contra o coronavírus da Johnson & Johnson está relacionada a quatro casos de coágulos sanguíneos detectados recentemente.

Em um comunicado, a agência reguladora informou que um comitê de segurança ficará responsável por “uma revisão de um sinal de segurança para avaliar os informes de eventos tromboembólicos” em indivíduos vacinados contra a Covid-19 com o imunizante desenvolvido pela Johnson.

Segundo a EMA, foram notificados quatro casos graves de coágulos sanguíneos incomuns “com um nível baixo de plaquetas depois da vacinação com o fármaco Janssen contra a Covid-19”. Um dos casos aconteceu durante um teste clínico e outros três foram registrados durante o uso da vacina nos Estados Unidos. Em um deles, o paciente morreu.

Apesar do imunizante Johnson & Johnson ter sido aprovado pela agência europeia, o início da aplicação do imunizante nos 27 países do bloco está prevista para ser iniciada apenas no fim de abril.


Metrópoles

Postar um comentário

0 Comentários