Prefeitos de Rondônia compram mais 500 mil doses de vacinas produzidos pelo laboratório AstraZeneca




Um grupo de 45 prefeitos de Rondônia deve enviar ainda nesta terça-feira (16) documento com intenções de compra de cerca de 500 mil doses de imunizantes produzidos pela farmacêutica AstraZeneca através de consórcio articulado pela Associação Rondoniense de Municípios (Arom) e o Consórcio Público Intermunicipal da Região Centro Leste de Rondônia (Cimcero). Uma reunião virtual aconteceu no último sábado com a participação de prefeitos, técnicos, advogados e representantes do laboratório no Brasil para detalhar quais documentos deveriam ser entregues para confirmar a compra das vacinas.



O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, participou do encontro e compartilhou sua experiência na negociação de 400 mil doses, anunciadas na última sexta-feira (12). Ele apresentou à imprensa o contrato assinado com a indústria para garantir em 25 a 30 dias a entrega do produto criado pela Oxford\AstraZeneca.


Depois de Hildon, a prefeita de Ariquemes, Carla Redano, também anunciou a compra de 110 mil doses utilizando o mesmo mecanismo do prefeito de Porto Velho. O RONDONIAGORA apurou que o representante do laboratório é o empresário Eduardo Leal e no Estado seu preposto é a empresária Fernanda Nolasco. A dose chegará no aeroporto de Porto Velho ao valor de US$ 7,90. Segundo Hildon Chaves, o pagamento só será efetuado após a entrega e conferência de todas as doses.


O presidente da Arom, Célio Lang, orientou aos seus associados a manter esses cuidados para evitar eventuais problemas. Em sua fala no sábado, Hildon revelou que a operação foi baseada no modelo SWIFT MT 103, sistema bancário utilizado para transferências internacionais imune a fraudes.
Com as 400 mil doses de Porto Velho; outras 110 mil de Ariquemes; e mais essas 500 mil, Rondônia terá ao menos 1 milhão de imunizantes disponíveis até meados da primeira quinzena de abril. O representante brasileiro da farmacêutica, Eduardo Leal, disse que procurou o Governo de Rondônia, mas não teve retorno.

Postar um comentário

0 Comentários