Motoristas de aplicativos protestam na Câmara para serem incluídos como prioritários na vacinação



Motoristas de aplicativos fizeram uma manifestação na manhã desta terça-feira (30), na frente da Câmara Municipal de Porto Velho, para pedir inclusão da categoria no grupo prioritário na vacinação contra a Covid-19.

Além da imunização, os trabalhadores cobram do munícipio a criação de um ponto de embarque e desembarque de passageiros nas principais avenidas da cidade, além do aumento da tarifa cobrada no valor mínimo da passagem, que foi reduzida por conta da pandemia.

Na última semana, foi aprovado o Projeto de Lei n° 4.132/2021, que impõe uma série de atividades e profissionais como prioridades da vacinação, inclusive mototaxistas e taxistas.

Por conta disso, os trabalhadores resolveram se reunir nesta manhã para cobrar uma posição do munícipio. “Eles incluíram no projeto os mototaxistas e taxistas e deixaram os motoristas de aplicativo de fora do grupo prioritário da vacinação. Nós também estamos na linha de frente e queremos a vacina”, disse Thiago Teixeira, 32 anos.

Jéssica Farias, que também é motorista de aplicativo, reclama da tarifa cobrada no valor mínimo da passagem. “Por conta da pandemia o valor baixou muito e nós estamos praticamente pagando para trabalhar. Nossa categoria também é do grupo prioritário e queremos ser vacinados contra a Covid-19”, diz.
Até por volta das 11h30 os manifestantes não tinham sido recebidos por nenhum vereador.

Postar um comentário

0 Comentários