Empresários e políticos furam fila e recebem vacina contra Covid-19



Um grupo de cerca de 50 empresários e políticos, de maioria ligada ao setor de transporte de Minas Gerais, segundo a Revista Piauí, recebeu a primeira das duas doses da vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Pfizer, furando a fila da vacinação prevista pelo Plano Nacional de Imunização (PNI).

Os empresários teriam adquirido as doses por conta própria, sem repassar os imunizantes ao SUS, como manda a lei. As duas doses custaram R$ 600 por pessoa. Eles devem receber a segunda dose daqui 30 dias.

“Segundo pessoas que se vacinaram na ocasião, os organizadores foram os irmãos Rômulo e Robson Lessa, donos da viação Saritur. Uma garagem de uma empresa do grupo foi improvisada como posto de vacinação”, relata a reportagem.

O ex-senador e ex-presidente da Confederação Nacional do Transporte (CNT) , Clésio Andrade, confirmou ter sido imunizado. “Estou com 69 anos, minha vacinação [pelo SUS] seria na semana que vem”.

Clésio é irmão de Oscar Andrade, que foi dono de empresas de transporte em Porto Velho, deputado federal pelo Estado e chefe da Casa Civil no Governo José Bianco.

O deputado estadual Alencar da Silveira (PDT-MG), de acordo com relatos, também teria sido vacinado. “Silveira contou que já tinha tido Covid, mas foi se vacinar com autorização de seu médico. À piauí, ele disse que já tinha sido infectado pelo novo coronavírus e negou que tivesse participado da imunização paralela”.

A responsável pela aplicação dos imunizantes teria sido uma enfermeira que inclusive se atrasou por estar vacinando anteriormente outro grupo na Belgo Mineira, mineradora hoje pertencente à ArcellorMittal Aços.

Via Brasil 247

Postar um comentário

0 Comentários