Clientes são flagrados escondidos em fundo de bar na Capital



A situação inusitada foi constatada por profissionais que realizam a “Operação Alerta”, em Porto Velho. Durante a noite de terça-feira (9), 72 estabelecimentos foram visitados, 52 estavam sem funcionamento, um empresário foi orientado a seguir os protocolos de saúde, um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) foi lavrado, duas empresas foram notificados, nenhuma autuada, dois estabelecimentos foram interditados, três grupos de pessoas foram flagradas aglomerados, entre os casos registrados, cerca de 20 pessoas que estavam em uma reunião familiar, além de um bar que aparentemente fechado, escondia clientes no fundo do estabelecimento.


Segundo o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, Gilvander Gregório de Lima, o número de casos registrados foi considerado pequeno e um dos principais motivos se dá pelo fato de que o descumprimento às medidas estabelecidas em decreto estadual ocorre mais nos finais de semana. “Dia de sábado esse número aumenta, isso é notório, mas as aglomerações só favorecem mais e mais a disseminação deste vírus mortal na sociedade. Todos nós, de uma forma ou outra pagará esta triste conta. Quem não respeitar as regras sanitárias, o uso de máscara e distanciamento social, algo básico estará agindo com tamanha irresponsabilidade que nos transporta à beira do precipício”, disse o coronel.


Com essa fiscalização, as intervenções na Capital ultrapassam o número de 3.500, desde o dia 11 de dezembro. Para conter as aglomerações em locais públicos, a “Operação Alerta” conta com a ajuda da sociedade para denunciar os casos de desobediência ao ato normativo estadual.
A “Operação Alerta”, teve o apoio dos efetivos da Polícia Militar (PM), Polícia Civil, Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), Programa de Orientação e Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), Superintendência Estadual de Comunicação (Secom) e representantes da Prefeitura de Porto Velho (Departamento de Vigilância Sanitária, Secretaria Municipal de Fazenda, Secretaria Municipal de Saúde e Subsecretaria Municipal de Serviços Básicos).

Postar um comentário

0 Comentários