Seduc diz que escolas indígenas devem funcionar de forma remota até novas orientações do Governo

 

A Secretaria de Estado da Educação de Rondônia (Seduc) informou que as escolas que funcionam em áreas indígenas de Rondônia irão trabalhar de forma remota até que saia novas orientações governamentais expedidas por decreto. O órgão também citou que este trabalho remoto será feito "normalmente" como foi realizado no ano passado, através de atividades não presenciais.

Apesar dos impactos da pandemia a essa população, a secretaria informou que não houve evasão escolar dos estudantes indígenas em 2021 comparado ao ano passado, e que durante o ano letivo de 2020, os estudantes foram bastante participativos.

Em relação ao trabalho dos professores indígenas, a secretaria disse que os profissionais irão continuar de maneira remota.

Covid-19 entre os povos indígenas

Dados da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab) divulgados no dia 18 de fevereiro, apontam que o número de indígenas com Covid-19 em Rondônia chegou a 2.174. Ainda há outros 100 casos suspeitos.

Segundo boletim atualizado no dia 17 de fevereiro pela Coiab, 38 indígenas de 19 povos diferentes morreram vítimas da doença no estado. Cerca de 4.595 indígenas foram vacinados com a 1ª dose até o momento.

Postar um comentário

0 Comentários