Governo entrega testes rápidos que detectam Covid em 30 minutos



O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), entregou a todos os municípios do Estado o teste rápido antígeno contra o Sars-CoV-2, causador da Covid-19.

A implantação do teste rápido no Estado foi recomendada, por meio de nota técnica emitida pela Agevisa, que destaca a celeridade do resultado. Isso possibilita maior definição do perfil de infectados, além de oferecer maiores subsídios para a tomada de decisão quanto às medidas de prevenção e controle. “Os testes garantem a resposta em até 30 minutos, o que proporciona agilidade no que diz respeito ao isolamento, medicação e cuidados necessários com o paciente”, disse a diretora da Agevisa, Ana Flora Camargo Gerhardt.

O secretário de Estado da Saúde, Fernando Máximo, durante reunião virtual com prefeitos, secretários municipais de saúde e profissionais de entes federados, reafirmou a necessidade de realização do teste rápido.

O governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, fez a entrega dos testes rápidos, na última semana, aos representantes dos municípios na Central de Abastecimento Farmacêutico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). A representante do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), Cristina Mabel, participou da solenidade de entrega e distribuição do material. O teste rápido de antígeno é feito por meio da coleta com swab de nasofaringe.

A Agevisa esclareceu que os testes são aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e tem o objetivo de diminuir o tempo para a emissão dos resultados, ajudando assim a acelerar o processo de isolamento de pessoas que testaram positivo, diminuindo a circulação do vírus.

NOTA TÉCNICA 03

A nota técnica 03 possui as seguintes recomendações: testagem em massa e em menor tempo possível de indivíduos com sintomas gripais, inclusive busca ativa dos casos (em sistema de drive-thru ou em rodoviárias); monitoramento de contato (indivíduos que tenham do contato com caso confirmado); e uso hospitalar, principalmente com foco na liberação de leitos de pacientes suspeitos.

O Estado recebeu os testes da Organização Pan-americana de Saúde (Opas) e repassou aos municípios, com base em critérios pré-determinados. O teste rápido de detecção de antígeno tem desempenho altamente satisfatório, principalmente em períodos de altas cargas virais, que aparecem em fase pré-sintomática e sintomática da doença (nos primeiros 3-7 dias), oferecendo uma excelente oportunidade para detecção precoce.Também serão beneficiados com os testes, os profissionais de saúde com sintomas e lotados em unidades hospitalares ou de atendimento Covid-19

Postar um comentário

0 Comentários