Erro foi de vacinadora, diz secretária sobre troca de vacinas aplicadas em profissionais da saúde



A secretária municipal de saúde, Eliana Pasini, confirmou ao RONDONIAGORA na manhã desta quinta-feira (25) que houve um erro na vacinação dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente contra a Covid-19 no Hospital Infantil Cosme e Damião em Porto Velho.


Os profissionais receberam a primeira dose da vacina CoronaVac em janeiro deste ano, deveriam receber a segunda dose do mesmo imunizante, mas receberam a vacina da Oxford. O fato ocorreu na última segunda-feira (22).


De acordo com a secretária, o município entregou dois tipos de vacina para o hospital, para públicos diferentes, sendo primeira e segunda dose.
Ainda de acordo com Eliana Pasini, a vacinadora do hospital não observou e não leu e fez as vacinas achando que todas eram CoronaVac. “Inclusive foi entregue a nota fiscal explicativa. O estado sempre colabora, nos hospitais maiores tem vacinadoras capacitadas que ajudam”, disse a secretária.


Em nota divulgada na última quarta-feira (24), a Sesau informou que está apurando junto aos órgãos responsáveis da denúncia de possível aplicação de tipos de vacinas diferentes em profissionais de saúde que atuam na linha de frente contra a Covid-19 no Hospital Infantil Cosme e Damião.


A Sesau disse ainda, que a vacinação é de responsabilidade das prefeituras e que neste caso, a prefeitura de Porto Velho pediu apoio ao Hospital para aplicar as vacinas nos servidores da unidade.
Os profissionais vacinados com imunizantes diferentes estão sendo acompanhados e recebendo toda a assistência devida, segundo a Sesau.

Postar um comentário

0 Comentários